Catedral do Rio acolhe os surdos para a Celebração em Ação de Graças pelos 40 anos de fundação na Arquidiocese.

original_2c9449e7-6a79-4f34-8b16-e8af143c1a6b_IMG_20210917_155100687
Preparação da Celebração Eucarística pelos 40 anos de Fundação da Pastoral do Surdo no Rio de Janeiro.
19 de setembro de 2021
IMG_20210918_141211183
Comemorações das Comunidades dos Surdos pelos 40 anos de atividades pastorais!
19 de setembro de 2021

Catedral do Rio acolhe os surdos para a Celebração em Ação de Graças pelos 40 anos de fundação na Arquidiocese.

IMG-20210918-WA0089

Pela manhã de um sábado ensolarado, (18.09.2021), os surdos foram chegando…

A Celebração teve início às 10h30 no São de Eventos da Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro e terminou às 12h20. 

Padre Wilson Czaia, da Paróquia Nossa Senhora da Ternura da Arquidiocese de Curitiba teve a alegria de conhecer Dom Orani, Cardeal, antes do início da Missa, momento emocionante dos dois ministros da Igreja.

Dom Orani disse em sua mensagem da alegria em receber padre Wilson para as comemorações dos 40 anos de fundação e afirmou que na Arquidiocese do Rio se busca sempre incluir todas as pessoas para serem anunciadoras do Evangelho de Jesus Cristo. Logo em seguida, abençoou Padre Wilson, em Libras. (Jesus da Paz te abençoa).

Antes do início da Missa,  foi exibido no telão, a história da fundação com fotos de atividades e eventos realizados ao longo dos 40 anos. Foram 74 slides mais significativos para o momento.

A procissão de Entrada teve a participação de alguns fundadores da DAJUC (Deficientes Auditivos Jovens Unidos a Cristo). Era esse o nome da incipiente Pastoral do Surdo que hoje temos. 

Dois retratos, Padre + Vicente de Paulo Penido Burnier, da Arquidiocese de Juiz de Fora (MG) e da professora + Orquidea Bahia, do Rio, falecidos, ambos foram cofundadores junto aos 7 jovens surdos no INES em 1981.

A nova bandeira com o logo atual da Pastoral, levada por dois surdos com um vaso de flores de diferentes cores.

Em seguida, padre Robson Attalah, da Paróquia Santa Cecília, do Bairro Brás de Pina, diácono José Ferreira, assessor eclesiástico da Pasped, e do presidente da Celebração Padre Wilson Czaia da Arquidiocese de Curitiba, PR. 

A Missa teve a participação dos intérpretes, da Paróquia São Francisco Xavier da Tijuca (Laura e Mariana), da Paróquia Bom Jesus da Penha (Paula), da Paróquia Coração de Maria (Margareth) e da Lagoa (Cesar). Estiveram  presentes 104 surdos das 9 Comunidades da Arquidiocese (Copacabana, Méier, Penha, Lagoa, Jacarepaguá, Riachuelo, Campo Grande, Pavuna e Tijuca).

A Missa foi toda em Libras, sem cantos ou instrumentos musicais. As leituras da Missa e as preces da Comunidade foram proclamadas pelos surdos.  A tradução para o português foi necessária, pois havia também a presença de ouvintes na assembleia. 

Padre Wilson, em sua homilia, destacou a importância do acolhimento a todos os surdos que procuram a Pastoral, independente do grau de ensino, cor ou posição social.

Todos devem ser inseridos na Comunidade. Assim como o vaso de flores colocado no altar, com suas diferenças de tamanho e cores.

Disse também a importância do amor e do cuidados uns com os outros.

Assim como a semente, parábola do Semeador do Evangelho da Missa do dia, as sementes (as pessoas) não podem ser sufocadas ou retiradas por “pássaros” do mundo de hoje. 

Após Comunhão, um dos fundadores da Pastoral, Alexandre da Silva, dirigiu uma mensagem à assembleia. Foram entregues bíblias aos surdos que estão ingressando, recentemente à Pastoral da Comunidade da Lagoa. Logo depois, Dom Paulo Celso do Nascimento, bispo animador da Pasped no Rio, deixou uma mensagem de estímulo e agradecimento a todos. Disse também do desejo em aprender libras para se comunicar mais com a comunidade de surdos. Foi entregue uma camiseta da Pastoral a Dom Celso e aos padres. 

No final da Missa foi ofertada aos presentes uma lembrança muito bonita, feita pelas surdas, Ana Maria e Kátia da Arquidiocese de Niterói. 

Um mural com as mãos de todos os presentes à Missa, também foi destaque colocado logo na entrada do Salão. Após a Missa, cada um pode levar para sua casa , como recordação.

Com a foto oficial de todos no altar foi concluída a primeira parte da manhã do sábado.  Representantes das comunidades foram para um Restaurante para a Confraternização no Largo do Machado. 

IMG-20210918-WA0023 IMG-20210918-WA0032 IMG-20210918-WA0112 IMG-20210918-WA0114 IMG-20210918-WA0116 IMG-20210918-WA0122 IMG-20210918-WA0124 IMG-20210919-WA0006 IMG-20210919-WA0009 IMG-20210919-WA0011 IMG-20210919-WA0014 (1) IMG-20210919-WA0016

IMG_20210919_084832147_HDR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *